Dicas

Quem nunca perdeu uma peça de roupa simplesmente por não ter lido as instruções de lavagem na etiqueta ou, mais ainda, por não saber ler os símbolos?

Para quem opta por lavar em domicílio, o cuidado deve ser redobrado, já que na maioria das vezes, além de relegarmos a etiqueta para segundo plano, misturamos peças coloridas com peças claras, tecidos sintéticos com os de algodão, roupas que soltam pêlos com peças escuras, secamos ao sol quando a ordem é a sombra.

Se a etiqueta indicar lavagem a seco, não se atreva a lavar a peça em casa, evitando assim o encolhimento e outros problemas que ocasionam menor durabilidade.

Veja abaixo tabelas explicativas da simbologia em etiquetas de roupas.

Os símbolos se dividem nas seguintes categorias:

Vamos começar pela lavagem:
Um número dentro do desenho da tina indica a temperatura máxima na qual o tecido pode ser lavado. Por exemplo:

O ciclo ideal para lavagem da peça também é indicado, com tracinhos abaixo da tina, assim como a indicação de lavagem a mão ou proibição de lavagem a máquina:

Agora vamos passar para os itens que indicam como usar alvejamento à base de cloro:

Agora vamos para a simbologia que indica o processo de secagem:

Com a peça já lavada e seca, é hora de prestar atenção nos símbolos que indicam o modo indicado para passar a peça:

Para peças que devem ser lavadas a seco, devem-se observar os seguintes símbolos:

E para finalizar, uma tabela prática com orientações de lavagem dividida por tecidos:

Existem várias dicas para evitar a deterioração de roupas, como por exemplo passar peças escuras do lado avesso, não secar roupas claras sob o Sol (caso elas não tenham sido bem enxaguadas, o resíduo de sabão pode manchá-las), colocar as roupas para secar esticadinhas e guardá-las para passar dobradinhas para evitar que fiquem amarrotadas demais (isso facilita na hora de passar), fique longe de água sanitária e se tiver que deixar uma peça de roupa de molho para tirar alguma mancha, não o faça por mais de uma hora.